5 tipos de sexo que todos os casais devem experimentar

Casal a fazer sexo

Uma vida sexual activa, saudável e sexy é composta por vários tipos de sexo e a variação é tão importante como a quantidade – ambas rejuvenescem as pessoas, deixando-as mais felizes. Para além de contribuírem para quebrar a rotina, as diferentes formas de fazer amor ajudam a fortalecer os laços de intimidade e de união entre homem e mulher.

Estou-de-férias-sexo

O sexo de férias contribui, em grande escala, para uma vida sexual fantástica – é nestas alturas que nos encontramos mais descontraídos, sem relógios a comandar os dias e com vontade de experimentar coisas novas, simplesmente porque estamos em ambientes diferentes, longe de casa e das pessoas que conhecemos. Porque não fazer sexo na casa de banho do avião, na praia ao pôr-do-sol, no terraço do quarto do hotel e várias vezes ao dia, ou seja, sempre que vos apetecer dar uma escapadela até ao quarto… não se esqueçam de pendurar o letreiro “não incomodar” na porta! Quando o ambiente no quarto vai de escaldante a tépido, muitas vezes não quer dizer que se passa alguma coisa consigo ou com o seu marido/mulher, quer dizer que provavelmente estão a precisar de mudar de ares! E não necessariamente para um destino exótico, basta um fim-de-semana fora para se poder começar a pensar e a desfrutar do maravilhoso e libertador sexo de férias. As lembranças que levarão convosco são ideais para continuar a apimentar as noites que vos separam das próximas “férias”.

Fazer-as-pazes-sexo

Psicólogos, psiquiatras e terapeutas de todo o mundo não se cansam de repetir que os casais não devem ir para a cama zangados. Pois bem, é aqui que entra o maravilhoso fazer-as-pazes-sexo: num momento estão a fumegar de raiva e de costas voltadas; no momento seguinte estão a fazer amor louco, apaixonado e intenso. Porque é que este tipo de sexo é tão bom? Simplesmente porque depois de uma discussão mais acesa, as emoções estão à flor da pele, sentimo-nos mais expostos e mais vulneráveis – as condições perfeitas para uma ligação físico-emocional íntima e profunda. No final, as palavras azedas esfumaram-se, as lágrimas dão lugar a sorrisos e os níveis de intimidade que a zanga terá danificado são imediatamente repostos... tudo por causa do “maldito” sexo.

Testar-os-limites-sexo

Qualquer relação de longa data precisa, mais cedo ou mais tarde, de uma pitada de excitação e de ser estimulada, mas o problema é chegar lá... muitas vezes não se chega e é um dos motivos pelas quais existem traições. Testar-os-limites-sexo quer dizer que têm de sair da vossa zona de conforto, daqueles cenários, movimentos e ritmos que já conhecem de olhos fechados. Se estão habituados à posição missionária, sempre à noite antes de adormecerem, porque não experimentarem essa posição de manhã ou noutro espaço da casa? Porque não outra posição? Uma lingerie ousada? Um sex toy? É sempre difícil sair dos hábitos que nós próprios criamos, e este é um momento normalmente acompanhado de alguma relutância ou ansiedade, mas isso faz tudo parte. Ao confessarem um ao outro que querem experimentar algo diferente e chegarem realmente a vias de facto, estão a correr um “risco” em conjunto, o que acaba por vos unir ainda mais. Vão dar um novo significado à vossa relação, e não apenas sexual. Para não falar no facto de no final poderem, com respiração ofegante, perguntar um ao outro: porque é que nunca experimentamos isto antes?

Conforto-e-preciso-de-ti-sexo

Em momentos de solidão, tristeza, depressão, doença ou luto, o sexo pode ser exactamente aquilo que o médico receitaria porque é o oposto de todas essas emoções – implica estarem juntinhos, quentinhos, carinhosos e confortados. Em situações de doença ou de luto, o sexo assume um papel curioso, é a forma de afirmar a vossa existência e de vos defender contra a inevitabilidade da morte e da perda. Para além disso, ajuda-vos a manter a relação forte (todos sabemos que muitas vezes estes tipos de situações criam distanciamentos entre homem e mulher) e a dar novo sentido e força à vossa vida. Como um casulo do qual não querem voltar a sair, o conforto-e-preciso-de-ti-sexo difere de todos os outros no sentido em que é mais doce, mais emocional, mais nostálgico. É a forma encontrada para se manterem ligados à vida e unidos um ao outro.

Estou-no-paraíso-alucinante-sexo

Ai o suado-louco-estou-sem-fôlego-deixa-me-tonto-sexo – um explosivo terramoto que têm de experimentar e de repetir, e repetir, e repetir… Uma sessão de sexo extra escaldante é como viajar no tempo, de volta àquela fase onde se conheciam há relativamente pouco tempo e não conseguiam tirar as mãos de cima um do outro, sim aquelas noites-maratona onde faziam tudo menos falar e ver televisão. Ao recordarem essas sensações maravilhosas, são lembrados do vosso potencial não só na cama, mas como casal, como dupla sensual. Espontâneo, inesperado e com orgasmos de pôr os cabelos em pé e acordar os vizinhos, o estou-no-paraíso-alucinante-sexo reforça os laços de intimidade e permite uma entrega total que só pode incendiar as noites que estão para vir.

Média: 4 (74 votos)