16 vinhos portugueses para acompanhar os jantares d’a nossa vida | A Nossa Vida

16 vinhos portugueses para acompanhar os jantares d’a nossa vida

Os vinhos portugueses estão entre os melhores do mundo, e os prémios por eles arrecadados assim o demonstram. Ficam aqui 16 sugestões de vinhos portugueses premiados para acompanhar um belo jantar. Um brinde!

1. Chryseia 2007

O vinho Chryseia tinto nasce no Douro: a mais antiga Região Demarcada do Mundo. Com tons de vinho do Porto, é um vinho acetinado com um travo final muito macio. Este vinho foi classificado com 16,5 valores na Revista de Vinhos. Na famosa revista Wine Spectator obteve uns excelentes 93 pontos.

2. Post Scriptum 2007

Ao vinho douro tinto Post Scriptum assiste-lhe um paladar de sabores frescos, com toque de frutos vermelhos e nuances de carvalho francês. Os taninos deste vinho são muito macios. Uma ótima aquisição para uma garrafeira. O vinho Post Scriptum obteve uma classificação de 90 pontos na revista Wine Spectator.

3. Duas Quintas Reserva 2006

O vinho tinto Duas Quintas Reserva da região do Douro revela um paladar de fruta bem madura, com um toque de vinho do Porto. Um excelente vinho, uma opção sempre segura. O vinho Duas Quintas Reserva foi classificado com 17 valores na Revista de Vinhos.

4. Quinta da Gaivosa Vinha de Lordelo 2007

Este vinho tinto advém de uma vinha quase centenária do Douro, tendo estagiado 15 meses em barricas novas de carvalho francês. Tem na sua composição castas como Sousão, Touriga Nacional, Amarela e outras. É um vinho de cor intensa, sabor de fruta fresca e especiarias. Foi um vinho classificado com 18 valores na Revista de Vinhos e com 92 valores pelo Robert Parker's Wine Advocate.

5. Quinta da Gaivosa 2005

A cor de rubi bem marcada, aromas a frutos do bosque, e um toque de ameixas secas, fazem deste vinho um bom vinho, com grande complexidade, muito sólido. Este Douro tinto estagiou 12 meses em barricas novas de carvalho francês. O vinho Quinta da Gaivosa recebeu medalha de ouro e troféu de Melhor Vinho português. Pelo Robert Parker's Wine Advocate recebeu a classificação de 93 pontos.

6. Quinta dos Aciprestes Reserva 2007

Um douro tinto que conta com castas de Touriga Nacional, Tinta Roriz e Touriga Franca. Depois de um estágio em carvalho francês, o paladar deste vinho tinto é intenso. Entre outros prémios arrecadados, este vinho foi medalha de ouro no World Wine Championships, USA com uns excelentes 93 valores.

7. Meandro do Vale Meão 2007

Originário do Douro, este vinho tinto conta com as castas Tinta Roriz, Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Barroca, Tinta Amarela para a sua produção. De cor viva, de aroma fresco e alguns toques de especiarias regados com aromas de frutos silvestres, este é um vinho muito harmonioso. Este vinho ganhou 92 pontos na Wine Spectator, chegando ao top 100 com a posição 42º. Até à data, apenas 2 vinhos portugueses estiveram nesta tabela.

8. Quinta dos Carvalhais Encruzado 2008

Este vinho branco do Dão é um excelente vinho em termos de acidez. De cor citrina, este vinho branco tem um aroma subtil onde se podem experienciar paladares frutados e abaunilhados. Este vinho ganhou medalha de ouro no International Wine Challenge do Reino Unido com a colheita de 2007.

9. Quinta da Dona 2004

Este vinho tinto da Bairrada é produzido 100% da casta Baga. Depois de um estágio em barris de carvalho francês durante 14 meses, surge um vinho de cor rubi e paladares que recordam o chocolate e os frutos vermelhos, sendo um vinho muito equilibrado. Excelente para acompanhar pratos de carne.

10. Casa Boa Homenagem 2005

Um vinho tinto da região da Estremadura feito das castas Touriga Nacional, Tinta Roriz e Alicante Bouschet. Um vinho consistente, de grande intensidade aromática, com taninos que dão uma boa estrutura ao vinho. Entre outros prémios arrecadados, este vinho ganhou a medalha de prata no concurso International  Wine Challenge 2008 de Inglaterra.

11. Fonte Mouro Garrafeira 2003

Um vinho tinto alentejano produzido a partir das castas Trincadeira, Aragonez e Alicante Boushchet. De cor intensa, taninos maduros e aromas de frutos vermelhos, são tudo fundamentos para lhe conferir uma boa estrutura. Este vinho arrecadou a medalha de prata no Challenge International Du Vin em 2008.

12. Herdade da Farizoa Reserva 2006

Um vinho alentejano tinto, produzido a partir das castas Touriga Nacional, Aragonez e Syrah. Repousou durante 12 meses em barricas de carvalho francês e conta com aromas de ameixas, bagas, chocolate e especiarias.

13. Vinhas da Ira 2005

Um vinho alentejano tinto, oriundo das castas Alicante Bouschet, Aragonez e Alfrocheiro, detém um aroma acentuado, notas de frutos vermelhos e acidez equilibrada. Esteve 18 meses em estágio em madeira de carvalho francês. Este vinho ganhou, entre outros, o prémio de ouro no concurso Nacional e Vinhos Engarrafados e a medalha de prata no Wine Masters Challenge em 2008.

14. Cortes de Cima Aragonez 2005

Um vinho tinto alentejano produzido inteiramente da casta Aragonez, cultivada num sistema de viticultura sustentada. Com aromas de ameixas secas e ameixas maduras vermelhas, este vinho foi envelhecido durante 7 meses em barricas de carvalho. O Cortes de Cima Aragonez ganhou a medalha de prata no Chalenge du Vin em 2009.

15. Quinta do Carmo Reserva 2005

Um clássico vinho alentejano de cor intensa, taninos firmes e aroma frutado. O Quinta do Carmo ganhou o prémio ouro no Concurso Nacional de Vinhos Engarrafados de 2009.

16. Arrepiado 2007

Um vinho tinto alentejano feito a partir das castas Touriga Nacional, Petit Verdot, Syrah e Cabernet Sauvignon. Este vinho esteve 16 meses em estágio em barricas novas de carvalho francês. Para além do prémio prata no Concurso Nacional de Vinhos Engarrafados em 2009, ganhou também o prémio de Garrafa Design da Alemanha.

Leia também...