10 formas de decorar com menos dinheiro

Mosaico de decoração

Ficam aqui algumas dicas e soluções para uma decoração da casa a preços low-cost.

1. Detalhes sempre!

Pensem sempre nos pormenores que podem fazer a grande diferença. Por vezes, em vez de mudarem toda a mobília da cozinha bastará mudarem os puxadores por uns modernos ou criativos. Lojas como a Zara Home ou o IKEA são excelentes locais para encontrar puxadores originais a baixo custo. Vejam o exemplo seguinte de antes e depois:

Detalhes sempre

Créditos fotografia

2. Antiguidades ou quase

Os mercados de peças em segunda mão, as lojas de antiguidades, as feiras da ladra, são excelentes para encontrar aquelas peças que podem marcar a diferença na decoração de uma casa. Os mercados de antiguidades ou lojas de peças em segunda mão podem, se bem pesquisadas, ser fontes de mobílias que para outros são “velhas”, mas que para vocês poderão servir de grande inspiração e até de grande valor. Poderão encontrar nestes locais, incluindo as lojas de antiguidades, desde lustres antigos que apenas necessitam de um pouco de trabalho para serem recuperados, a mesas vintage que complementadas, por exemplo, com umas cadeiras de design do IKEA farão um grande brilharete. Tudo isto a um preço muito acessível.

Dica: quando forem a uma feira de antiguidades nunca devem ir logo de manhã, pois os preços são mais elevados; e acima de tudo não tenham vergonha de regatear os preços!

Antiguidades ou quase

Créditos fotografia

3. Não descurem o “lixo” dos outros

Hoje em dia, alguns itens são atirados para o lixo, especialmente na casa dos pais e dos avós, tais como alguns artigos dos anos 70 e 60, como algumas cadeiras de design coloridas, tupperwares ou carpetes, que são verdadeiros achados e por vezes existem mesmo réplicas que são vendidas a preços proibitivos pois passaram ou estão a passar a retro em vez de mau gosto. Não tenham vergonha de pedir uma ou outra peça que para alguns pode não ter valor nenhum, ou ser considerada lixo, mas que na vossa casa, misturada com alguma modernidade será fonte de grandes elogios, mesmo de um decorador profissional.

Dica: pesquisem a garagem dos avós e dos pais, e tudo o que já não for utilizado ou não tiver valor para eles, pois poderá ser algo bem aproveitado para a vossa nova casa. Para além de ajudar a reciclar, ajudarão os outros a livrarem-se da tralha.

Não descurem o “lixo” dos outros

Créditos fotografia

4. Pesquisem nos depósitos das cidades

Todas as cidades têm um depósito de mobílias e de outros itens que os habitantes pedem à câmara para remover de sua casa nomeadamente quando os substituem por outros. Usualmente, este depósito está aberto ao público, e podem visitá-lo e recolher mobílias e peças que considerem adequadas para uso pessoal.

Dica: liguem previamente para o departamento responsável pelos resíduos da cidade e perguntem quando e como podem ir dar uma olhadela às mobílias e peças recolhidas.

Pesquisem nos depósitos das cidades

Créditos fotografia

5. IKEA, IKEA, IKEA

Design a preços acessíveis. É necessário dizer algo mais?!

Dica: vão sempre da parte da manhã ao IKEA pois quanto mais tarde forem, as prateleiras do armazém começam a esvaziar, sendo apenas repostas no dia seguinte.

IKEA, IKEA, IKEA

Créditos fotografia

6. Reciclar

Antes de pensarem em substituir uma mobília por outra pensem sempre se não é possível reciclar a mesma. Por exemplo, se a mesa da sala está com ar velho ou pouco apresentável, pintá-la numa cor arrojada, poderá dar vida à enfadonha mesa por apenas alguns trocos em tinta e em lixa; se a cama do quarto já não parece muito moderna poderão forrar a cabeceira com tecido, e adicionar algumas almofadas dentro dos mesmos tons.

Reciclar

Créditos fotografia

7. Comprem peças versáteis

Antes de comprarem alguma peça pensem na sua versatilidade. A mesa da cozinha pode servir de mesa de jardim caso seja necessário; para isso convém que seja leve. As cadeiras da sala podem ser iguais às da cozinha, caso seja necessário juntar mais uns lugares à mesa. Em vez de 2 sofás optem por um sofá e cadeiras que possam utilizar noutros compartimentos da casa, caso seja necessário.

Comprem peças versáteis

Créditos fotografia

8. Colorir paredes, sim!

Uma das formas mais acessíveis de mudar a decoração de uma casa ou de uma divisão é mudar a pintura das paredes. Optem por cores intemporais, que nem sempre têm de passar pelo aborrecido branco frigorífico.

Colorir paredes, sim!

Créditos fotografia

9. Arte por menos dinheiro

Se não têm dinheiro para arte, optem pela criatividade. As feiras de antiguidades podem ser ótimas para encontrar quadros mais antigos, dos quais se podem aproveitar as molduras, ou mesmo a imagem. Substituir o interior da moldura antiga por um mapa antigo ou mesmo por uma imagem a preto e branco que pode ser impressa num qualquer centro de cópias, ou até por um tecido interessante.

Arte por menos dinheiro

Créditos fotografia

10. Cobrir pode ser a solução

Por vezes uma capa nova num sofá antigo pode ser uma grande solução decorativa. Uma capa de sofá nova, e umas novas almofadas farão a sala de estar parecer renovada a um baixo custo.

Cobrir pode ser a solução

Créditos fotografia

Média: 4.1 (59 votos)