10 dicas para fazer ótimas compras na altura do Natal

O Natal é a altura por excelência para fazer compras. Porém nem tudo o que reluz é ouro, e nem todas as compras feitas na quadra festiva são realmente bem pensadas. Conheça 10 dicas para fazer ótimas compras na altura do Natal e surpreenda os seus amigos e familiares.

1. Não guarde tudo para a última hora

As compras de Natal feitas na correria da última hora são geralmente mal escolhidas e mal planeadas. Para evitar comprar artigos desnecessários ou a preços exorbitantes, nada como começar a ter ideias para o Natal um pouco antes da quadra festiva.

Artigos de decoração, brinquedos, vestuário, entre outros itens, são possíveis de encontrar com bastante antecedência, e numa altura em que a abundância de tamanhos, modelos, cores e preços ainda é apetecível.

2. Organize uma lista das pessoas a quem vai oferecer prenda de Natal

Para não se sentir confuso na altura de fazer as compras de Natal, organize uma lista com os nomes das pessoas a quem deseja oferecer um presente natalício.

Quando existe a exata noção do número de presentes que precisa de comprar, é possível escolher segundo um melhor critério. Não fazer ideia de quantos presentes se vai precisar de comprar, instaura o caos nas compras e propicia o gasto irracional de verbas.

3. Elabore previamente a ementa de Natal

Se vai festejar o Natal na sua casa, e principalmente se tiver convidados para a ceia de Natal e para o Dia de Natal, não se esqueça de organizar previamente a ementa.

Escolher com antecedência o que se vai comer, equivale a saber os ingredientes que serão necessários. Dessa forma, consegue encontrar-se um equilíbrio entre aquilo que se pode gastar e aquilo que se deseja apresentar aos convidados.

Não hesite em mudar de cardápio se entender que não dispõe de poder de compra para servir uma ceia gourmet. Lembre-se de que no Natal o que mais conta é o ato de receber a família e a proximidade entre pessoas que se gostam.

4. Não se deixe entusiasmar demais

É muito importante que não perca o controlo durante as compras de Natal. Lembre-se de que na quadra festiva todas as técnicas de marketing estarão apontadas para si, tendo-o como alvo principal.

Não perca o Norte e não se desvie daquilo que é sua intenção gastar. Fuja de ofertas tentadoras e não assuma compromissos que depois podem não ser honrados. Lembre-se de que o Natal termina, mas as suas consequências, se forem negativas, podem arrastar-se durante bastante tempo.

5. Faça um mealheiro para a época natalícia

Nos dias que correm não é muito fácil conseguir-se poupar dinheiro, mas se conseguir faça um mealheiro a pensar na quadra natalícia.

Tente colocar de lado uma pequena quantia monetária todos os meses, para que quando chegar o Natal você possua um “pé-de-meia” capaz de lhe proporcionar algum conforto financeiro para as compras. Esforce-se por não exceder essa quantia economizada e faça as suas compras com bom senso e maturidade.

6. Recicle e reaproveite

Já pensou bem na quantidade de compras de Natal que se repetem todos os anos? E já parou para pensar que se houvesse um esforço da sua parte, no sentido de uma melhor aproveitação de recursos, você conseguiria poupar bastante dinheiro, e ainda assim festejar o Natal condignamente?

Se não vejamos: As luzes de Natal que serviram no ano passado devem estar ainda em boas condições de utilização. Então porquê comprar outras novas, apenas porque neste ano estão na moda cores diferentes?

Os enfeites decorativos que embelezaram o último Natal estarão certamente mais do que em condições de serem reutilizados neste ano. Não há o porquê comprar novos, apenas porque viu artigos lindos na montra.

Laçarotes, fitas de embrulho, folhas de papel bonito, enfim… mil e uns pormenores que sobram de uns Natais para os outros, podem e devem ser reutilizados ou reciclados. Vai ver como lhe sobra muito mais dinheiro para as restantes compras de Natal, se aprender a ser comedido naquilo que não é indispensável.

7. Compare preços

Uma excelente estratégia para se fazerem boas compras de Natal é comparar preços antes de efetuar a aquisição dos produtos.

Hoje em dia é muito fácil fazer-se uma boa pesquisa de mercado na Internet e descobrir quais são os locais de venda dos produtos mais acessíveis e com igual qualidade.

Você ficará surpreso quando descobrir como os preços do mesmo artigo podem variar em função do local onde é vendido. Não se esqueça de que o que realmente interessa é que o produto sirva a finalidade a que se propõe, e não o lugar onde ele é comprado.

8. Compre só o que lhe fizer realmente falta

Não é por determinado artigo ser bonito, ter um preço acessível e apresentado de forma tentadora que você precisa de o comprar. No Natal quase tudo parece bonito e quase todos os produtos são apresentados de forma a parecerem indispensáveis, mas isso não é verdade.

Para fazer boas compras, você precisará de comprar apenas aquilo que lhe faz falta e nada mais. Se por acaso comprar algo que não seja essencial, faça-o em plena consciência, porque assim o quis e não porque foi ardilosamente manipulado pelo mercado consumista.

9. Procure presentes com a cara das pessoas

Claro que você não vai encontrar por aí à venda presentes de Natal com os rostos impressos das pessoas a quem você quer cativar. Não é para ser interpretado literalmente, mas é uma forma de dizer que se deve escolher sempre o presente que mais tiver a ver com a pessoa em questão.

Procure acertar na mouche, no que diz respeito à escolha do gosto de cada um, do pormenor, da essência do presente de Natal. Descubra o rosto interior de cada pessoa e faça coincidir com ele o presente que for comprar.

Nunca lhe aconteceu receber algo que apesar de inusitado, pareceu de facto ter sido feito a pensar em si? Pois então, esses são os presentes com a cara da pessoa, e essa é uma das melhores formas de fazer as melhores compras para o Natal.

10. Compre com prazer

Se as suas compras de Natal lhe estiverem a dar prazer, então é porque você está a fazer tudo bem. Um indicador infalível de que estamos na direção certa é quando experimentamos um misto de alegria, entusiasmo, prazer e felicidade naquilo que fazemos.

Você já deve ter reparado que quando faz compras despropositadas ou quando compra artigos supérfluos e absolutamente desajustados, experiencia uma sensação de culpa, de remorso e de angústia. Pois bem, isso é o seu inconsciente a alertá-lo para um comportamento menos adequado. Se ao contrário, quando fizer a suas compras de Natal você estiver feliz, deixe-se estar. Vá prestando atenção ao seu juízo interior, ele saberá dizer-lhe atempadamente quando se estiver a desviar do bom rumo.

Não existem regras inflexíveis no que diz respeito às boas compras de Natal. Fazemos boas compras quando nos mantemos fiéis aos nossos propósitos, quando não nos deixamos manipular pelo marketing e quando estamos no leme da nossa vontade. O Natal é muito mais do que meras compras, por muito acertadas que elas possam ser, embora não haja como negar que as compras são um dos grandes atrativos da quadra festiva.

Sem votos

Artigos relacionados

Sei que pode parecer um pouco cedo, mas já me cheira a Natal Adorava sentir isto tds os dias, pk para mim o Natal ainda representa a pureza de há...
Alo meninas Este é o meu primeiro Natal de casadinha c o meu maridinho lindo Compramos um arvore de Natal branca pq era a preferida dele. E agora...
Olá meninas já há uns dias que anda para comprar uns pincéis sigma e uns produtos NYX e não consigo finalizar a compra e não entendo porque confesso...
O Natal é símbolo de troca de presentes, e então o primeiro presente a oferecer ao marido ainda é mais especial. Porém, as ideias nem sempre surgem...