10 alimentos que um cão não deve comer

Cão a comer melancia

Sabemos muito bem que não querem que nada falte ao vosso fiel amigo de quatro patas, incluindo algumas guloseimas dadas à socapa enquanto jantam ou no final do dia quando o vosso cão vos recebe com alegria mal abrem a porta de casa. Porém, embora uma pequena guloseima não faça mal aos cães de vez em quando, este animal deve seguir uma alimentação saudável e adequada, onde não constam os seguintes alimentos – que podem apresentar riscos de saúde graves.

  1. Chocolate: os cães – nem nenhum animal – deve comer chocolate, pois, embora seja uma doce tentação para os humanos, para os cães o chocolate torna-se venenoso, provocando sintomas tão preocupantes como: elevada temperatura corporal, sede anormal, agitação elevada, batimento cardíaco irregular ou mais acelerado, vómitos, tremores e convulsões.
  2. Uvas e uvas passas: estes dois alimentos são proibidos para os cães porque afetam negativamente os rins. Se ingeridas, estejam atentos aos seguintes sinais: um cão letárgico, que bebe mais, urina mais e que vomita.
  3. Pêssegos e ameixas: estas frutas não são alimentos indicados para cães devido principalmente ao seu caroço, pois, se for engolido não só pode obstruir os seus intestinos, como causar intoxicação/envenenamento por cianeto.
  4. Abacate: contendo uma toxina chamada persin, o abacate causa danos ao nível do coração se ingerido por cães e os sinais de alerta resumam-se apenas a diarreia e vómitos, por isso, sejam vigilantes!
  5. Nozes de macadâmia: se ingeridas por um cão, afetam negativamente o sistema nervoso e muscular, causando um aumento da temperatura corporal, tremores, fraqueza, letargia e vómitos.  
  6. Alho: extremamente prejudicial se for ingerido por um cão, o alho causa danos graves às células vermelhas o que, por sua vez, pode implicar uma anemia, fraqueza, vómitos e urina avermelhada por parte do cão afetado.  
  7. Massa de pão: por ainda se encontrar cru, o seu consumo pode causar envenenamento alcoólico num cão uma vez que a fermentação ocorre no trato digestivo. Estejam atentos se o cão apresentar vómitos, diarreia, distensão abdominal, letargia, desorientação, falta de coordenação motora, dificuldades respiratórias, convulsões, tremores e até estados de coma.
  8. Cebola: o seu consumo por um cão pode revelar-se muito grave para o animal, uma vez que a cebola danifica as células vermelhas, provocando reações preocupantes como fraqueza, anemia, urina vermelha e vómitos.  
  9. Bebidas alcoólicas: nenhum cão ou outro animal de estimação deve estar exposto a bebidas alcoólicas, uma vez que o seu consumo provoca danos ao nível do sistema nervoso, o que se pode manifestar através de sintomas como: desorientação, letargia, falta de coordenação motora, diarreia, vómitos, dificuldades respiratórias, tremores, convulsões e até estados de coma.
  10. Pastilha elástica: a pastilha elástica, nomeadamente aquela sem açúcar, contém xilitol que será extremamente perigoso para um cão se ingerido, uma vez que estimula a secreção de insulina o que, por sua vez, baixa os níveis de açúcar no sangue. O resultado? Um cão letárgico, sem coordenação motora, com convulsões, icterícia, vómitos e diarreia.
Média: 4.4 (227 votos)

Artigos relacionados

28/06/2011 Olá Só para dizer que o bébe depois de ter tido aquele episódio passageiro de vomitar, o cóco dele depois disso e até hoje tem sido...
Olaa. Já tomo a pílula á bastante tempo, e infelizmente sempre que a tomo nessa noite tenho sempre vontade de vomitar e um mal estar horrível,...
Mimarem o vosso gato é normal e muito apreciado, quer pela vossa pequena bola de pelo, quer por vocês quando este retribui os mimos… porém, evitem...
Olá, Costumo fazer a noite, arroz com restos de molho da nossa comida para os gatos e cães. tipo ai a tempos vi que os caes e gatos nao podem comer...
Como donos e amantes de cães, saberão que demasiada comida de pessoas pode fazer mal a um cão, e até provocar problemas de saúde, como alguns...